TOM NA FAZENDA (RJ)

TOM NA FAZENDA (RJ)

TOM NA FAZENDA (RJ)

Após a morte de seu companheiro, o publicitário Tom vai à fazenda da família do falecido para o funeral. Ao chegar, descobre que a sogra nunca tinha ouvido falar dele e nem sabia que o filho era gay. Nesse ambiente rural austero, Tom é envolvido numa trama de mentiras, criada pelo truculento irmão do ex-companheiro falecido. A fazenda, aos poucos, vira cenário de um jogo perigoso, onde quanto mais os personagens se aproximam, maior a sombra de suas contradições. Texto escrito em Montreal, em 2011, e traduzido pelo ator Armando Babaioff.

 

 

Grupo: ABGV Produções

 

Currículo da peça: Tom na Fazenda estreou em março do ano passado, no Rio de Janeiro. De lá pra cá, a peça fez mais de cem apresentações em seis temporadas no Rio e já foi vista por cerca de 15 mil pessoas. Idealizado pelo ator e produtor Armando Babaioff, que também assina a tradução, a montagem é dirigida por Rodrigo Portella. Tom na Fazenda traz no elenco Kelzy Ecard, Gustavo Vaz e Camila Nhary, além do próprio Babaioff. O autor, Michel Marc Bouchard – canadense formado em teatro pela Universidade de Ottawa – tem mais de 25 peças escritas e traduzidas para diversos idiomas. Sua obra mais conhecida é “Les Feluettes”, que foi levada também ao cinema sob a direção de John Greyson. Detentor de alguns dos prêmios mais importantes das artes cênicas do Canadá.

 

FICHA TÉCNICA:

Texto: Michel Marc Bouchard.
Tradução: Armando Babaioff.
Direção: Rodrigo Portella.
Elenco: Armando Babaioff, Kelzy Ecard, Gustavo Vaz e Camila Nhary.
Cenografia: Aurora dos Campos.
Iluminação: Tomás Ribas.
Figurino: Bruno Perlatto.

Direção Musical: Marcello H.
Guitarras e violões: Jr Tostoi e Marcello H.
Preparação Corporal: Lu Brites.
Coreografia: Toni Rodrigues.
Mídias Sociais/Contrarregra: Egídio La Pasta.
Direção de Produção: Sérgio Saboya e Silvio Batistela.
Produção executiva: Milena Monteiro.
Produção: Galharufa Produções.
Idealização: ABGV Produções Artísticas.

 

CONFIRA TAMBÉM DEBATE SOBRE O ESPETÁCULO:

O DIREITO AO LUTO DE TOM NA FAZENDA

O espetáculo “Tom na Fazenda” acumula prêmios em diversas categorias, com mais de 100 apresentações, já foi assistido por mais de 11 mil pessoas. A lama das mentiras toma cena, evidenciando as dores das relações atravessadas pela homofobia. Apesar de avanços recentes, a farsa e o engano são realidade na vida de inúmeros casais homoafetivos, seja nos seus espaços familiares, no trabalho ou no cotidiano mais banal. O luto, ainda que ritualizado em diversas sociedades na história da humanidade, segue sendo negado para algumas pessoas. O debate promove o encontro do elenco e da direção com o pesquisador Felipe Areda, diretor do Instituto Cultura Arte e Memória LGBT. Antropólogo e educador social, Areda investiga memórias LGBT+ no Brasil, interessado na produção de conhecimento, de afetos e de construção de comunidades. O debate se debruça sobre o direto às memórias individuais e coletivas, e a construção cênica do espetáculo Tom na Fazenda.

COM EQUIPE TOM NA FAZENDA E FELIPE AREDA

Data: 26/08

Hora: 17h

Local: CCBB

 

 

 

Serviço

Data | Horário | Local:

25/8, 21h, Teatro I CCBB

26/8, 21h, Teatro I CCBB

Ingressos:

R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia)

Como comprar ingressos?

Classificação Indicativa:

18 anos

Duração do evento:

110 minutos