O Festival 2018

Chegamos a 2018 e o Cena Contemporânea completa 19 edições e 21 anos, reafirmando-se como o maior festival internacional de artes cênicas do Centro-Oeste e o quinto maior do país. Sempre atento aos compromissos de proteção aos direitos e liberdades individuais, o Festival apresenta curadoria de tom reflexivo, mesmo em tempos áridos para a manutenção de direitos que deveriam ser inatos à sociedade.

 

Nesta edição, o Cena ganha as vozes que ecoam ante às forças majoritárias e os espetáculos elencados deflagrarão temas espinhosos, tais como violência, preconceito, desigualdade e fanatismo religioso, de forma inventiva e brilhante. Para tanto, mantivemos o olhar atento às produções latino-americanas, no objetivo de trazer ao debate as questões políticas mais pungentes nos dias de hoje, tratando de regimes ditatoriais, fronteiras e migrações. Dessa forma, as duas diretrizes que norteiam esta edição convocam o público ao debate e resgatam a pertinência de se pensar nos direitos das minorias.

 

#DeQueLadoVocêEstá convida o público que lota os teatros do Distrito Federal, ano após ano, ao exercício da democracia. Em um ano em que o processo eleitoral no Brasil sofre ameaças recorrentes por parte de extremistas políticos, e pensando nos processos que se instauraram no país nos últimos tempos, o Festival torna-se ponto de inflexão dos debates que tangem a liberdade em todas suas formas e sentidos. É o momento de se analisar cenários e recorrer à uma justa reflexão daquilo que queremos para nossa comunidade, nosso país e nosso planeta.

 

Associada à discussão política, o Cena Contemporânea traz às mãos de seu público outra campanha de fundamental importância para uma proposta mais adequada de futuro: #PreconceitoZero. Enquanto os fundamentalismos de toda ordem ganham espaços antes inimagináveis no debate brasileiro e mundial, a curadoria do Festival traz às luzes da cena uma vasta gama de espetáculos que visam quebrar barreiras e promover a diversidade em todos os seus limites.

 

Ao todo, 30 espetáculos figuram na programação do Cena 2018, sendo sete internacionais, 14 nacionais e nove do Distrito Federal. As produções da Argentina, Chile, Espanha, França e México, aliadas às dos estados do Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul, São Paulo, Ceará, Amazonas, Paraná e Distrito Federal, têm como temas: democracia, igualdade de direitos, tolerância, violência, pedofilia, depressão, preconceito, entre outros.

 

Além da extensa programação de espetáculos, o CENA ainda irá promover as atividades formativas, debates e eventos associados, compromisso longevo do evento com a formação da cadeia artística do DF. Nos Encontros do Cena, espaço de articulação internacional do festival, estão confirmadas as presenças de curadores de prestigiados festivais de artes cênicas da Argentina, Chile, Croácia, Espanha, França, Irã e Polônia, além dos curadores que integram o Núcleo de Festivais Internacionais de Artes Cênicas do Brasil.